21 December, 2014

A minha decisão se ser Au pair nos Estados Unidos

by Ana Correia 2 comments

Hoje trago-vos uma novidade e nem sei bem por onde começar... Tomei a decisão de ser Au Pair nos Estados Unidos da América. Sei que algumas pessoas já conhecem o programa, outras nem por isso, mas não vou entrar em grande pormenor porque senão o post fica muito longo, talvez para a semana faça um outro mais detalhado sobre o que é o programa, as responsabilidades, etc...
Só para ficarem com uma ideia, o programa Au Pair é um intercâmbio de trabalho, nunca se esqueçam que é de trabalho, pois temos a possibilidade de estudar e viajar mas apenas se isso não interferir com o nosso trabalho. E que tipo de trabalho é? Tomar conta de crianças.
Falando sobre a minha decisão, eu tive conhecimento deste programa há cerca de 2 anos mas não era a altura certa para o fazer, por motivos financeiros, e fui adiando mas sempre fiquei com essa ideia na cabeça. Este ano por motivos de idade, apesar da idade máxima ser 26 anos, eu não queria ser au pair fora de tempo (com mais de 24 anos) por isso era agora ou nunca.
Tenho várias razões para ser au pair e para achar que este é o melhor intercâmbio para mim, primeiro eu sempre quis fazer um intercâmbio, mas sempre achei que eram muito caros, e apesar de este ainda ter alguns gastos, pareceu-me acessível e também achei que era bastante seguro, a agência que escolhi tem uma óptima reputação. Depois sempre gostei de inglês na escola, e queria muito aprender a falar fluentemente; sempre tive um fascínio pela cultura americana e quero vivê-la. E por fim, não estava feliz no meu emprego, estava cansada do que fazia e precisava de uma mudança portanto desta vez resolvi avançar com o processo porque trabalhar com crianças, viver nos Estados Unidos, ganhar algum dinheiro (não muito) e ainda poder estudar e viajar parece-me uma óptima escolha.


Nestes 2 anos aproveitei para absorver muita informação, segui blogs, vídeos no youtube a maior parte de meninas brasileiras, pois apenas conhecia 2 meninas portuguesas que tinham feito o programa, só agora descobri que afinal há muitas mais.
Em relação as meninas brasileiras, elas têm mais agências que nós em Portugal e apesar de algumas das dicas servirem para as portuguesas também, resolvi partilhar a minha experiência aqui no blog.
Eu não vou criar um blog separado, eu já tenho dificuldade em actualizar um blog quanto mais dois. Espero que fiquem felizes por eu partilhar esta nova aventura convosco e talvez esclarecer algumas dúvidas a quem queira fazer este intercâmbio.
Tomada a decisão, foi hora de escolher a agência, temos 5 opções em Portugal, que eu saiba: a Multiway/ Euraupair, Portugal Aupair/ Au Pair International e Au Pair in America.  Há ainda duas não tem escritórios em Portugal, pelo que é tudo tratado online e por email: a Au Pair Care e a Expert Au Pair. Vou fazer um post a falar sobre as agências, o processo e os valores de cada uma delas, por isso fiquem atentas.
Eu escolhi a Au Pair in America (APiA) que apesar de não ter nenhuma agência em Portugal, tem algumas representantes que são antigas au pairs portuguesas. Eu falei com a Isabel Ribeiro, que me esclareceu imensas dúvidas e ajudou-me a dar início ao meu processo.
A Isabel pediu para me registar no site da APiA e tive logo acesso ao meu application online, para quem não sabe o application é onde vamos colocar as nossas experiências com crianças, outras experiências de trabalho e estudo, falamos um pouco sobre nós, escrevemos a carta para a host family e fazemos o upload do vídeo e de toda a documentação. E depois as famílias, terão acesso a ele. Também vou fazer um post mais a frente sobre como preencher o application passo-a-passo.

Neste momento ainda estou a preencher o app, não estou com muita pressa, porque quero fazer as coisas com calma, preencher tudo direitinho, ir atrás das referências que são necessárias, fazer as 200h através de voluntariado numa creche pois só tenho experiência com crianças na família, e apesar dessas horas contarem, são exigidas pelo menos 200h com crianças de fora, vou também escrever com calma a carta para a host family, fazer o vídeo (que já me esta a dar dores de cabeça), tirar o passaporte, etc...
Vou colocar em cada post sobre o Au Pair Program uma lista com tudo o que me falta fazer e também os custos que vou tendo. Até agora ainda não tive custo nenhum, pois a APiA não tem custo de inscrição, só farei o pagamento depois de ter encontrado uma família e ter conseguido o visto.
Fiquem atentas e sigam o blog para seguirem de perto a minha aventura com Au Pair portuguesa nos Estados Unidos.
Se tiverem alguma dúvida podem deixar comentário aqui no blog ou enviar email para acorreia302@gmail.com

2 comments:

  1. Isso parece super interessante e espero que corra tudo bem :)

    ReplyDelete
  2. Boa sorte com isso, fiz um programa de au pair com uma das agências que aí referiste e detestei, foi das piores experiências da minha vida, escravatura verdadeira. Obrigada pela visita no meu blog.

    ReplyDelete